Cidadania, direitos humanos e direitos da natureza e do meio ambiente na literatura de cordel brasileira

Carlos Nogueira

Resumo


A literatura de cordel brasileira, impressa em folhetos de cerca de 11 por 16 cm, com uma média de 8 a 16 páginas, inclui, desde o seu início, temas e motivos ligados à cidadania, aos Direitos Humanos e aos Direitos do Meio Ambiente: discussão, direta e indireta, do conceito de cidadania, enquanto conjunto de direitos e deveres de que beneficiam e a que estão sujeitos os cidadãos de um país; denúncia de desigualdades e injustiças contra pessoas, seres vivos e não vivos; valorização da diferença sexual e étnica; promoção da igualdade de oportunidades e distribuição equitativa da riqueza; valorização da palavra e da Escola como espaços privilegiados de aprendizagem e interiorização dos valores e princípios em que assenta a cidadania e os Direitos Humanos, a começar pelo direito à vida, à dignidade e à liberdade (ver, por exemplo, o art. 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos e o art. 24 da Constituição da República Portuguesa). Partindo deste pressuposto, que comprovaremos a partir de exemplos e de uma análise dos conteúdos e das formas de alguns textos, não pretendemos apenas chamar a atenção para um dos mais ricos fenómenos culturais e cívicos do Brasil; pretendemos também reforçar a tese segundo a qual esta produção cultural pode ser integrada com sucesso em atividades curriculares e em provas escolares de todos os países lusófonos (e não só), tal como já acontece no Brasil.

Palavras-chave: Literatura de cordel brasileira; Natureza; Direitos humanos; Ecologia; Língua portuguesa.

Abstract

The cordel literature of Brazil, printed on pamphlets measuring around 11cm by 16cm and averaging 8 to 16 pages in length, has been dealing with themes and concepts related  to citizenship, human rights, and environmental rights since its inception. These include: the direct and indirect discussion of the notion of citizenship, when considered in conjunction with the rights and responsibilities from which the citizens benefit and to which they are subject; a criticism of inequalities and injustices committed against people and beings sentient and otherwise; the appreciation of differences in gender and ethnicity; the promotion of equal opportunities and fair distribution of wealth; the appreciation of words and of schooling as special areas reserved for learning and assimilating the values and principles which form the basis for citizenship and human rights, starting with the rights to life, to dignity, and to freedom (see, for example, art. 1 of the Universal Declaration of Human Rights and art. 24 of the Portuguese Constitution).

To depart from this initial statement, which we shall support using examples and analysis of the form and content of several texts, not only do we aim to call attention to one of Brazil’s richest cultural and civic phenomena; we also hope to strengthen the proposal that this cultural product might be successfully integrated into curricular activities and academic evaluation in all lusophone countries (and even beyond), as is already the case in Brazil.

Keywords: Brazilian cordel literature; Nature; Human rights; Ecology; Portuguese language.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.